01 02 03 podem significar muitas coisa diferentes… simples passos a algum lugar, o início de uma jornada, a contagem de pontos que precisamos alcançar, segundos, minutos, horas, dias, meses, anos, a data de aniversário de quem amamos!

Sim, é a data de aniversário de amor, não do meu amor e sim do nosso amor! Dia 01 de 02 de 2003 começamos a caminhar lado a lado, daquele jeitinho do início, muitas dúvidas, poucas certezas, sentimentos bons, descobertas e prazeres que amamos dar e receber.

Aos poucos o amor foi acontecendo, a paixão entrando em nossas vidas, os amigos interagindo, as escolhas acontecendo todos os dias. Deixávamos pra trás, eu e ele, outros relacionamentos, outros romances, outras histórias para começarmos a viver a nossa.

Lembro muito bem do dia em que nos encontramos pessoalmente pela primeira vez, em uma festa de vestibular, na Estância do Minuano, depois de já conversarmos por celular algumas vezes, através de uma amiga em comum que estava sendo nosso cupido. Ela nos apresentou e, enquanto estávamos dando 3 beijinhos, ela sumiu… conversamos, rimos muito, tomamos cerveja e dançamos na festa, só nos dois, do início ao final, como se não houvesse ninguém mais a nossa volta…

Quase ao amanhecer, embaixo de uma grande árvore iluminada com luzes coloridas, verdes brilhantes, foi nosso primeiro beijo, inesquecível! Eu sentia que algo diferente estava acontecendo ali, tão único momento.

Ele me convidou para irmos embora, eu já tinha perdido todas as minhas caronas mesmo, claro que aceitei. Voltando pra cidade, ele me convidou para dar uma volta e ver o nascer do sol em algum lugar legal. Claro que aceitei, aventura é comigo mesma!

Nem lembro quem deu a ideia, acho que fui eu, de irmos no mirante de Perau, em Itaara. E assim, fizemos. Chegamos lá, já estava amanhecendo e, realmente, o sol saindo de mansinho de trás das montanhas, os primeiros raos quentes do verão chegando foi lindo demais, inesquecível. Parece que estamos lá de novo agora! Lembrara é viver de novo a emoção!

Me veio uma intuição e um certo medo, como se fosse uma voz interna me dizendo: – se você ficar com ele, vai ser pra toda a vida, vai ficar velhinha junto com ele… corre que ainda dá tempo de fugir… é assustador pensar nessa possibilidade. Será que estou pronta pra isso? Pensei…

E essa sensação me inundava a alma e eu queria sair e ficar, ao mesmo tempo. Precisei de coragem para encarar e dizer que sim, que queria ficar com ele, mesmo sem saber de tudo de viveríamos juntos, de ruim e de bom. Era isso, eu sabia.

Fomos embora como apaixonados, como se nos conhecêssemos da vida toda. Quem sabe era de outras vidas. Me deixou em casa e foi embora.

Quando acordei, só pensava se ele iria me ligar e convidar pra sair, passear, sei lá… qualquer coisa.

Ele ligou, era domingo, fomos passear. Ficamos assim a semana toda, nos vendo todos os dias. Afinal era férias, eu tinha acabado as minhas aulas da faculdade e estava me formando dali uns dias. Só queria saber dele.

Em uma longa semana de interesses em comum, de nos conhecermos muito e todo o tempo, no sábado seguinte fui posar na casa dele. E fizemos amor pela primeira vez… Nossa, maravilhoso, inesquecível! Senti muito prazer e um amor de verdade, um ser humano incrível, alguém que valia a pena estar junto, sem palavras. Além de ele ser muito gostoso, carinhoso, amável comigo, especial.

Naquela semana, me chamou pra irmos pra praia com a família dele. Fui. Em Florianópolis, minha cidade favorita, nos divertimos muito, conhecemos muitos lugares, deixando o nosso carro no apto de veraneio, em Canasvieiras, e andando de carona com quem passava na rua, indo sem ruma. Cachoeira do Bom Jesus, Brava, Ingleses, no Centro, Lagoa da Conceição, Mole, ah, a Mole, uma das vistas mais linda de lá… Andávamos por tudo, aventuras todos os dias… Às vezes, a família dele reclamava que  não parávamos quietos, junto com eles. Foi tão bom!

Voltamos para Santa Maria e eu apresentei meu namorado aos meus pais, lembro até hoje. Gostei muito dele, disse a minha mãe, daquele jeito meio disfarçado. Meu pai adorou: esse sim que é namorado! Hheheheh

Convidei ele pra ser meu par na Formatura e estávamos sendo o casal mais lindo do Baile! Inesquecível!

A nossa história foi seguindo adiante, evoluindo com amor. Depois, veio o casamento, inesquecível. Os nossos filhos maravilhosos Enzo e Sophia, inesquecíveis cada momento com eles, desde o dia do nascimento de cada um.

Essas são histórias que merecem ser contadas também, cada uma com a sua exclusividade e a importância que merecem.

Então, hoje, feliz aniversário de nós dois, meu Amor Adriano! Agradeço muito por nossos lindos 16 anos juntos, com todas as dificuldades e os sabores maravilhosos, que a vida nos trouxe até aqui! Amo você!

 

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2019 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account

Pular para a barra de ferramentas