Oi Blogueiras e leitoras lindas!!!  Hoje estou aqui para falar um pouco da minha profissão e como eu a escolhi.

Sempre gostei de conversar e ajudar as pessoas, sabia que gostaria de fazer algum curso da área da saúde. No 2° ano do Ensino Médio, eu estava em dúvida entre Psicologia e Fisioterapia.

Muitas vezes orei a Deus pedindo direção de qual curso escolher, também pedi conselhos a familiares e amigos, fiz testes vocacionais e enfim uma conversa com uma amiga me tranquilizou. Ela disse que independente de qual eu viesse a escolher, o que importava era que eu fizesse a diferença na profissão, que fosse usada por Deus e servisse às pessoas.

Esse conselho se aplicava em qualquer uma das profissões, então a partir disso eu resolvi escolher aquela que eu imaginava que iria gostar mais e a resposta foi… Fisioterapia!

Mas as dúvidas não pararam por aí… quando eu não passei no meu primeiro e segundo vestibulares da UFSM, fiquei questionando se deveria continuar tentando o mesmo curso. Então, com a nota do ENEM eu resolvi me inscrever para concorrer a vagas em faculdades particulares.

Poderiam ser feitas 5 opções, em duas delas eu coloquei fisioterapia e as outras 3 foram outros cursos também da área da saúde. Eu já estava tão cansada de estudar, pois foram 4 anos de cursinho pré-vestibular (3 para o peies e 1 para o vestibular), que já estava torcendo para passar em qualquer um dos cursos. Porém, sempre orava a Deus colocando qual era o desejo de meu coração.

Observando alguns acontecimentos de minha vida, percebo que as coisas nunca acontecem de primeira para mim e que isso é uma forma de Deus me mostrar que é preciso ter paciência. Que as coisas não acontecem no meu tempo, mas no Dele. Que os planos de Dele são maiores que os meus e que Ele tem a hora certa para tudo.

“Ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da língua.” Provérbios 16:1

 

Eu estava tentando desde 2008 e foi em 2010 que veio a tão sonhada aprovação!!! Foi em Fisioterapia na Ulbra Santa Maria e além desta bênção tive mais um presente: uma bolsa de estudos!

“Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.” Provérbios 16:3

 

Foram 4 anos de estudos, passando por disciplinas teóricas, de avaliações e práticas em cada área da Fisioterapia, por fim vieram os estágios com os pacientes. Depois mais um ano de especialização. Enfim, foram vários semestres de estudo de patologias e planos de tratamentos para oferecer o melhor aos pacientes.

Aprendi que a fisioterapia é a arte de reabilitar. É ela quem devolve e melhora movimentos perdidos ou diminuídos, reduz a dor, restaura a marcha, expande pulmões, remove secreções, maneja aparelhos de respiração, melhora a força muscular, evita algumas cirurgias e auxilia na recuperação daquelas que são inevitáveis, enfim, devolve a funcionalidade, a alegria e a vontade de viver.

Se tem algo que me deixa feliz e realizada, é encontrar um paciente na sessão seguinte e receber aquele sorriso seguido da notícia de que ele já percebeu melhoras. É poder ter êxito no tratamento e dar alta. Ou naqueles pacientes que dependem sempre da fisioterapia, que você está mantendo a qualidade de vida dele.

Algo incrível para mim é poder ajudar uma pessoa a reaprender a caminhar após uma fratura nos membros inferiores. Os movimentos e força foram perdidos, existe dor e inchaço, e um anseio “quando vou voltar a caminhar?”. Os atendimentos duram alguns meses, a pessoa usa cadeira de rodas, andador, muletas e no final está caminhando novamente, graças a Fisioterapia. Isso me traz uma alegria sem igual!!!

Atualmente eu trabalho a domicílio, onde a maioria são pacientes idosos, vovôs e vovós queridos, que adoro tanto como se fossem meus! E também trabalho com Pilates de aparelhos em uma Clínica de Fisioterapia e com Pilates solo em uma Academia Feminina. Meu dia a dia é corrido, mas proporcionar qualidade de vida e perceber a melhora de meus pacientes é gratificante e faz todo cansaço valer a pena!

Essa é minha história profissional, espero que tenham gostado!

 

“Ser fisioterapeuta é ter duas mãos e um coração entre elas, é manter expressão serena, mesmo com a alma desesperada, manter a mente quieta mesmo diante do desespero,ter um brilho no olhar mesmo quando não temos esse motivo, é transformar lágrimas em desabafo e ser humana para dar conforto. O coração estremece por muitas vezes cheio de emoções inexplicáveis, mas proporcionando o alívio dentro da alma, levando conforto para o coração e com nossa sabedoria poder proporcionar a reabilitação. Ser fisioterapeuta é acreditar na esperança que dias melhores virão, é vencer o sentimento de onipotência que nós é erroneamente delegado, é reconhecer nossos próprios limites. Mas, acima de qualquer coisa, fazei Deus que nunca perca a capacidade de chorar e jamais esquecer que em minhas minhas mãos junto com sua mão existe o maior milagre: A vida”. Erika Alves Serrão

#blogdetodas #eublogueira #saúde #bemestar #fisioterapia #fisioterapeuta

 

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2018 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account