Minha homenagem é para ela minha fortaleza, minha Mãe!

Vou contar um pouquinho da nossa história.

Minha mãe se chama Leila e ela era muito jovem quando engravidou de mim, tinha apenas dezessete anos, e meu pai Adriano vinte e um anos, eles eram apenas namorados. E o susto com certeza foi grande hehe…

Quando ela estava com cinco meses de gestação aconteceu uma tragédia. Meu pai estava com seus amigos em um churrasco e se engasgou com um pedaço de carne, e o pior aconteceu: ELE PARTIU! Isso mesmo, ele partiu para o outro lado, nos deixando. Eu ainda sendo gerada e minha mãe tão nova, teve uma perda inestimável.

Não foi nada fácil ter que superar essa dor e seguir em frente, mas ela conseguiu. Sofreu, chorou, desanimou-se mas reergueu-se. Tinha eu dentro dela, que em poucos meses estaria em seus braços para receber o amor mais puro e verdadeiro que ela poderia me dar, com a ajuda de minha avó Jaci ela incansavelmente me amou, educou, ensinou a respeitar o outro, cuidou, alimentou, vestiu-me, ensinou o certo e o errado, me explicou com suas palavras que nem tudo que queremos é no nosso tempo e sim no tempo de Deus, Ele de tudo sabe. Ela também já compareceu nas apresentações de dia dos pais na escola só pra eu não ficar de fora.

Quando pequena em minha mentalidade de criança sofri bastante com a perda do meu pai. Eu não aceitava que a maioria dos colegas tinham seus pais e eu não, em uma época de minha vida com cerca de cinco anos imaginava que era tudo mentira da partida dele, e que na verdade tinha fugido de mim, e que não queria me conhecer, mas não passava de invenções da minha própria cabeça que aos poucos fui aceitando a “verdade verdadeira”: ele partiu realmente!

Mãe!

Tenho um enorme orgulho da pessoa que te tornaste. És uma mulher de garra que sempre foi transparente comigo e me fez enxergar que se queremos algo temos que correr atrás, e não se acomodar.

Me criou de uma forma super independente e que nunca deixou nada mole, era daquele jeito que o “bonde andava” e tem que seguir a diante, as palmadas foram necessárias para a correção das atitudes erradas que já tive e me ajudaram muito.

O meu respeito e amor por ti é imenso!

Obrigada por sempre acreditar em mim, obrigada pelos telefonemas no teu intervalo de almoço só para saber como estou, obrigada por me ouvir quando preciso de ti e dos teus conselhos, obrigada pelo seu amor maior e cuidado comigo e com o Nícolas. Obrigada também por não desistir de mim há quase vinte e seis anos atrás. Tu é luz em minha vida e o meu amor por ti é maior do que todos os sentimentos.

TE AMO ETERNAMENTE!!! FELIZ DIA DAS MÃES

Jéssica N. F.

Jéssica de Freitas

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

©2021 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account

4 × 1 =