Quem ai já viu uma criança sendo mal criada e pensou: “Ah, se fosse meu filho…” Como se eu fosse ser a mãe exemplar, como se eu já fosse uma mãe… Eu já pensei várias vezes, já julguei muitos comportamentos de crianças, de pais, enfim, ‘A experiente’ no assunto! Só que não, né?! Só na pele mesmo. E agora que eu estou grávida, que estamos grávidos, nós falamos muito sobre isso, comentamos sobre determinada maneira, de amigos, e familiares, lidarem com seus filhos, coisas que achamos certas, e muita que não concordamos, mas a verdade é uma só, quem vê de fora, não sabe a realidade, o que realmente é. O que funciona com uma criança, nem sempre funciona com outra… E a teoria… Ah as teorias! E eu tenho muitas…’ Quando nascer, eu vou fazer assim…’ ‘Porque meu filho não vai fazer tal coisa…’ E a verdade é que eu estou morrendo de medo! Sabem aquele ditado, velho, e que é perfeito, ‘A boca fala, e o C… paga!’ E eu estou ralada!

 

Eu sempre me incomodei com criança mal criada, sem ouvido, como se diz. Na verdade eu sempre me julguei a entendida! E quando me vi grávida, na verdade antes mesmo de descobrir que já estava, certos comportamentos começaram a me incomodar mais ainda, irritar mesmo. E eu e meu marido falamos, ‘fulano faz isso, e eu não concordo’, mas na verdade, nós não sabemos quantas vezes fulano tentou fazer diferente, e não conseguiu, não sabemos o que realmente acontece na rotina. E quantas vezes chegamos em casa, tão cansados, que mesmo sabendo que o certo, seria comer uma salada, mas o mais rápido seria um sanduiche, e f… a dieta, mas eu quero ir logo dormir, e vai o sanduiche mega calórico mesmo. E acho, que na criação dos filhos funciona mais ou menos assim, tem horas que não dá, que sabemos que está errado, mas estamos tão cansados, ou já esgotamos as tentativas, a paciência, que acabamos por deixar rolar. E prestem atenção, ‘acho’, cheguei à conclusão de que eu não sei de nada, certezas, já não tenho mais nenhuma.

 

Aquela criança comportada, educada, que respeita quando tu diz não, que não faz bagunça, enfim, perfeita, sonho de toda mãe, essa criança, não existe! Tenho exemplos de criança, que eu adoro, são o meu sonho, que digo que quero que meus filhos sejam assim, mas até mesmo essas crianças tem seus momentos de birra, de mal criação. E como uma amiga me disse, que passa o dia falando não, mil, duas mil vezes, até entrar na cabeça, e que mesmo assim tem horas que dá vontade de devolver para a barriga, de virar as costas, e fazer de conta que não conhece, sair de casa e tirar umas horas, ou uns dias! E esforço diário, e que tem horas que cansa, mãe cansa! Mas que vale a pena cada minuto… Mesmo quando eu julgo, mesmo quando acho tudo errado, eu procuro pensar que toda mãe ama incondicionalmente seus filhos, e que se esforça para ser o seu melhor, e que se acaba cedendo, ou errando, não é por mal, mas por uma infinidade de motivos, que eu desconheço, afinal de contas, só quem vive sabe a realidade.

 

Claro, que antes de tudo isso tem muita água para rolar de baixo da ponte, e são muitas pânicos que eu tenho… As noites sem dormir, sim, isso me assusta muito, ou quando o bebê chora, por horas, e eu não vou saber o que fazer, só de pensar, já me dá vontade de chorar, e tenho medo de chorar junto do bebê… De todas as concepções de boa mãe, de maternidade perfeita, que eu sei que vão ir por água a baixo! Sabem aquelas cenas de comercial de fralda, aquele bebê lindo, limpo, alimentado, tranquilo, eu imaginava isso, e ver e saber que não, dá um certo desespero. Eu e minha eterna mania de exigir muito de mim… Quero ser a mãe de comercial, quero meu filho lindo, impecável, educado. E saber que isso nem sempre funciona assim, me aterroriza, e me aterrorizou por anos, tanto que protelei a maternidade, até eu entender que nunca estaria preparada o suficiente, que aprendemos errando, e que sempre faremos o melhor que podemos.

 

Tem um filme, que eu quero indicar, vi e adorei, me identifiquei, e acho super verdadeiro, Perfeita é a Mãe, assistam, é ótimo…

 

E deixar que o amor nos guie…

 

Bom pessoal, esse foi o recado de hoje, sei que muitas mães sabem o que eu estou passando! Volto na semana que vem, ainda na vibe de maternidade, eu quero trazer o tema da violência contra mulher, que anda bem esquecido… Beijos, e até quinta!

 

1 Comentário
  1. Camila Freitas 8 meses atrás

    Dani, amei o texto, principalmente aquela parte que vai chorar junto com o bebê hehehe, acho que toda a mãe chora, eu já vi muita chorar…
    Já olhei o filme 2 vezes, adoroooo!
    Eu que ainda to só planejando pro ano que vem já entro em panico quando penso, imagina tu…

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2019 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account

Pular para a barra de ferramentas