Olá mulherada linda, hoje o assunto é pesado, mas tem que ser falado. Resolvi escrever esse texto, após ler que as cenas de violência da novela serão cortadas por reclamação do público. Pode ser boato de internet, mas ouvi pessoas falando, criticando. Só que o fato é o seguinte, a violência não existe lá na cena da novela, a novela é um reflexo da realidade, o que acontece diariamente. A violência existe sim!

Não tenho medo de afirmar, que todas nós no decorrer de nossas vidas já sofremos, ou vamos sofre algum tipo de violência, pelo simples fato de sermos mulheres, TODAS NÓS! Todos os dias, em todos os lugares. Não gosto de falar em números e estatísticas, eles mudam muito, e não é isso que quero abordar, quero abordar, que isso acontece sim! Se eu ficar aqui enchendo vocês de informação, não vão absorver metade, e meu texto ficaria maçante, e o que realmente importa não seria levado em consideração. E o que precisamos mesmo é mudar esse quadro, mostrar nossa importância na sociedade, e dizer que não vamos aceitar isso, nos impor frente as situações, e quem sabe assim, criar um mundo melhor, um mundo no qual eu não precise ter medo de ter uma filha, com a certeza de que em algum momento ela vai sofrer uma violência, seja na escola, na rua, ou até dentro de casa.

No meu texto anterior, falei o que é considerado violência, e várias mulheres vieram me dizer: ‘Nossa, eu já fui vítima de violência e não sabia’. Esse é um dos piores comentários que eu podia ter escutado, foi como um soco, fico muito feliz em poder estar prestando esse papel, de poder esclarecer, e ajudar outras mulheres, mas me deu muita tristeza em ouvir isso, em saber que certos comportamentos são considerados normais, que as mulheres já estão acostumadas a serem agredidas, que não se dão conta que aquele companheiro é um agressor. A desinformação é algo muito sério, isso precisa ser tratado, ser abordado, precisamos ensinar nossas filhas, que o amiguinho, o coleguinha, não pode bater nela, ninguém pode, que ela não tem que aceitar alguém chamando ela de feia, ou seja lá o que for de forma depreciativa. Alertar aquela amiga, que o ciúme do namorado, não está certo. Que o cara te chamar de gostosa na rua, não é elogio.

Posso estar sendo repetitiva, mas as vezes é necessário. Vivemos a anos, de forma repetida, a violência, o machismo. Tanto que já nos acostumamos, a ponto de não perceber. Não estamos dando a devida importância. Pior ainda, estamos sendo machistas e violentas, umas com as outras! Sim, muitas vezes nós mulheres temos comportamentos machistas, de tão enraizado que esse comportamento está na nossa sociedade. Segundo a lei Maria da Penha, o que se considera como agressor, não é apenas o marido, ou o cônjuge, é qualquer pessoa que tenha algum comportamento violento contra a mulher, e pode ser qualquer um, uma estranha, a mãe, sim existem casos, a sogra, uma tia…

A violência existe sim, e eu vou falar quantas vezes for necessário! Quando eu resolvi, que eu ia escrever sobre esse assunto, quando eu levantei e disse, não, isso não pode mais acontecer, eu só queria pôr para fora as minhas magoas, não tinha noção da importância, da responsabilidade que eu estava assumindo. Eu só pensei na violência que eu vivi dentro de casa, e naquele momento, pensei de forma isolada e egoísta, mas escrever, pesquisar, ouvir, me fez entender, que a violência existe sim! E eu não vou me calar, não vou assistir diariamente meninas sendo mortas, por darem um carona, e ainda serem acusadas de que a culpa foi delas, ainda por cima, por outras mulheres. Não vou me calar, quando alguém mexer comigo na rua, porque eu estou de shortinho, e me sentir culpada porque eu não podia ter posto aquela roupa.

Agora estou escrevendo esse texto em lágrimas, por saber que meu texto, é só um desabafo, e que mesmo depois dele escrito, muitas mulheres ainda vão ser violentadas, mas enquanto eu puder eu vou gritar, mesmo que minha voz fiquei fraca, mesmo que tentem me impedir, eu vou gritar, e lutar, porque A VIOLÊNCIA EXISTE SIM!

Bom mulherada, fico por aqui, espero que meu texto tenha tocado cada uma, que levantem e venham para essa batalha comigo, juntas somos fortes, não podemos nos calar.

Uma boa semana a todas, até a próxima quinta, abordando sobre Maternidade, um pânico real! Beijos…

1 Comentário
  1. Ellen Racki 8 meses atrás

    É verdade Dani.
    Assunto mega delicado, mas deve deixar de ser um Tabu.
    Deve ser abordado sim, pq nas sombras e no anonimato que ocorrem as maiores barbaridades.
    Parabéns pelo empenho na causa.
    Baita texto
    ;*

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2018 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account