Passadas as eleições, alguns satisfeitos, outros não, uma população dividida, e agora independente do resultado, de preferências pessoais, precisamos ter fé, e acreditar que nosso próximo presidente seja um bom governante e que faça o melhor pelo nosso país. Mas esse texto não é sobre política, assunto que não gosto de falar, e acho muito sério para ser tratado de forma leviana, que se precisa ter o mínimo de conteúdo, para se entrar nesse debate, e que eu sei que não tenho, então eu preferi me manter neutra, não me posicionei, nem pretendo me posicionar, para não falar bobagens, e muito menos, criar desavenças com pessoas que eu gosto, que são importantes para mim, e que eu sei, terem opiniões contrarias, e posicionamentos diferentes dos meus. E isso foi o que mais me assustou nesse último pleito, a animosidade que se gerou. E inspirada nesse debate, nessa ‘guerra’, eu tive a inspiração para esse texto. Famílias brigando, amigos cortando relações, desconhecidos se ofendendo, julgamentos e acusações para todos os lados. Ódio, de todos os lados, todos! E será que é necessário? Esse clima, essa energia pesada, não contribuem em nada para a tão sonhada solução do nosso país… Que eu acredito não estar na política, mas na mudança de comportamento do povo, só que isso é outro assunto, que fica para outro texto. Eu esperei a poeira baixar, os ânimos assentarem um pouco, antes de escrever esse texto, com toda a energia que estava no ar, para virar polemica, qualquer coisa seria motivo, e eu não quero propor polemicas, mas quero fazer um convite para reflexão.

 

Hoje as redes sociais nos permitem expor nossas ideias, coisa que não se podia antes, não da forma como é, rápida, e direta, nos proporciona um espaço, que as vezes em uma conversa, nós não tenhamos, afinal de contas, quando se tem um interlocutor, podemos ser interrompidos, questionados, e não se consiga seguir a linha de raciocínio. E quando estamos ali, sentados, na individualidade dos nossos lares, relaxados, com um computador, ou smartphone na mão, aquele espaço ali, só esperando que larguemos tudo o que quisermos, e nessa hora, saem coisas ótimas, reflexões lindas, bobagens, ódio… Nós podemos escolher a imagem que queremos transmitir para o mundo, podemos inventar um personagem, mas ninguém dá aquilo que não tem! No meu texto da semana passada, falei sobre post antigos, que me fazem até ter um certo constrangimento, e agora, eu procuro, postar coisas mais positivas, que de alguma forma acrescentem, ou alegrem as pessoas. Evito ao máximo entrar em polemicas, e discussões desnecessárias. Só que eu tenho visto que algumas pessoas buscam pelas discussões, é um ataque atrás do outros, indiretas, coisas ao meu ver desnecessária, onde se dedica uma energia, que poderia estar sendo canalizada para tantas coisas boas, sendo desperdiçada com picuinhas, e coisas pequenas. As pessoas falam, se aproveitam do ‘anonimato’, mas não aceitam o retorno, a repercussão, daquilo que dizem, entram em debates sem fim, se ofendem, e por fim, se excluem, ou bloqueiam nas redes sócias… E a vida real?

 

Um certo tempo atrás eu entrava nessas discussões, eu me incomodava com os posts, me ofendia, e excluía pessoas! Mas assim como todas as mudanças na minha vida, todas a minhas auto analises, a minha nova forma de ver a vida, o meu comportamento, e a forma de encarar o comportamento dos outros, nas redes sociais não poderia ser diferente. Eu entendi, que cada um dá aquilo que tem para oferecer, assim como eu, e que aceitar, e levar para minha vida, estragar meu dia, é uma escolha minha. Eu percebi, que eu posso ler, ver uma foto, discordar, e simplesmente não absorver, se aquilo me desagrada, eu ignoro, e sigo a minha vida, não tem o poder de afetar, a menos que eu permita! Da mesma forma, que o mesmo conteúdo pode ser que sirva para alguém, que alguém concorde, e ainda sim, mesmo com uma postagem que não me agradou, eu posso continuar amiga da pessoa, amando essa pessoa, e não preciso cortar relações, afinal de contas, é só em um quesito em que discordamos. Desfazer uma amizade, criar uma animosidade está muito fácil, as pessoas estão se tratando como descartáveis. E tudo isso por que? Intolerância! Ninguém quer aceitar o fato de que nem todos pensam igual, e concordam com tudo, e não precisamos concordar em tudo, acreditam que suas verdades são únicas e absolutas, e quando não acontece como imaginam, se frustram, e seguem o caminho mais fácil, cortam as relações. Eu tenho meu posicionamento, tu tem o teu, entrar em uma discussão, não vai fazer nenhum de nós mudarmos, mas podemos nos respeitar, e continuarmos sim nos relacionando. Sem extremismos!

 

Tenho amigos nas redes, que não vejo a anos, pessoas que foram muito importantes na minha caminhada, e que ver os caminhos que tomaram, me deixa feliz, ver as pessoas vencendo na vida, tendo filhos, se realizando como pessoas. Ter a oportunidade de as vezes conversar com aquele amigo de anos, que talvez se não fosse dessa forma eu não teria a oportunidade, ver familiares que moram longe, ter a oportunidade de compartilhar nem que sejam as fotos de uma festa que eu não pude ir. As mídias estão ai, para nos aproximar, e não pra que briguemos lá, e nos afastemos na vida real! Mais tolerância, mais amor… Cada um encontra aquilo que procura, em tudo na vida! Leia, absorva, ou não, entenda que cada um tem um posicionamento, respeite, assim como quer ser respeitado. Como tudo na vida, são escolhas, podes escolher o que queremos levar para nossa vida ou não, na vida real, ou na virtual. Sabe aquele amigo que tu excluiu, por votar no outro candidato, mas que tu ama, e sente falta? Adiciona ele! Sabe o primo que tu xingou? Manda um oi! Talvez os dois já estejam arrependidos, essa magoa não faz bem, seja humilde, a vida é curta, é agora, e nunca se sabe, ainda é tempo… O amor sempre vale a pena, outras coisas não…

 

Ame, tolere, respeite… Cada um com seu posicionamento!

 

Bom gente, esse foi meu recado da semana, não vale a pena ficar de mal, bobagem, lembre dos bons momentos! Volto na semana que vem, falando sobre a importância de seremos gratos… Beijos e até quinta!

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2018 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account