Ansiedade, e a dificuldade de viver o agora! – BLOG DE TODAS

 

Ai a ansiedade, minha companheira da vida inteira! Estou nesse momento escrevendo esse texto no último de ansiedade, já que tenho que escrever esse texto hoje, porque não vou ter tempo para escrever outro dia, porque essa semana vou viajar, dai lembro que vou viajar, e me lembro que não comecei a arrumar a mala, começo a pensar como vai estar o clima, e se eu levo roupa de calor e esfria,  se vamos conseguir gasolina para viajar, já que estamos em meio a uma greve dos caminhoneiros, Senhor, e não estão abastecendo nem os mercados,  então me dou conta que não fiz as compras da semana, será que vou conseguir comprar comida, acabou até a do cachorro, ai meu Deus o cachorro, vou ter que deixar alguém responsável, quem será que vai dar comida, mais uma vez a comida que eu não comprei, e de novo me lembro da gasolina… Aaaii, socorro! Bem vindas ao meu mundo… É assim que funciona minha cabeça… Um turbilhão de coisas e preocupações o tempo todo.

 

Ser uma pessoa ansiosa é muito complicado, estamos sempre preocupadas com coisas que estão por acontecer, estamos sempre tão preocupadas com as coisas lá na frente, que muitas vezes não vivemos o agora, estamos muitas vezes de corpo presente nos lugares, mas a cabeça já está lá no futuro, e muito longe, meses, até anos… Somos nervosas, e tensas, dedicamos muito tempo e energia, imaginando, planejando, analisando, ponderando, idealizando, coisas que nem sempre chegam a acontecer. Nos preocupamos com tudo, cada detalhe, coisas mínimas. Preocupação é uma palavra que nos definem, a cabeça não para nunca! A ansiedade nos atormenta, em todos os lugares, a todo momento. Quando ficamos sabendo que vamos precisar fazer algo que foge da nossa rotina, ou um compromisso importante, uma prova, uma reunião de negócios, um evento, qualquer coisa! É o suficiente, para ligar o alerta, gera pânico, e os sintomas vão além do psicológico, são tremores, dores abdominais, tensão nervosa, náusea, sudorese. Tendemos a fazer das coisas muito maiores e piores do que realmente são!

 

Eu tenho medo de dirigir, tenho carteira de motorista a muitos anos, e dirijo muito pouco, quando se é extremamente necessário, não tendo outra opção, e toda vez é uma tenção, fico planejando o itinerário dias antes, calculo o horário, as vias com menor congestionamento, durante dias, eu fico pensando nisso, matutando! E quando estou atrás do volante, a cada sinal vermelho que preciso parar é o pé que treme, a respiração que acelera… Nunca sofri nenhum acidente, é só a minha amiga, ou inimiga, mas companheira de sempre, a ansiedade! No sábado, eu tinha dois compromissos em pontos extremos da cidade, em horários muito próximos, ou faria o marido de chofer, me carregando para cima e para baixo, consumindo mais do que o dobro de combustível, e tendo que ficar a minha disposição, ou eu encarava e ia de carro. Durante a semana eu pensei nisso o tempo inteiro, pensando, em tudo o que poderia dar errado, sim, o ansioso tende a pensar sempre naquilo vai dar errado, somos pessimistas também! Enfim, fui para a academia de manhã, pensando nos compromissos da tarde, fui para o primeiro compromisso, pensando no caminho até o segundo, durante o segundo, pensando que estava ficando noite e teria o percurso de volta para casa, a cabeça nunca para, nunca esta onde deveria esta, o foco, está sempre divido no agora, e no passo seguinte, ou seja, não existe foco. Estamos com a concentração sempre em duas coisas, ou mais.

 

Toda essa ansiedade gasta muita energia! Estou sempre muito mais cansada do que meu marido por exemplo, que vive o hoje! E ele que está certo, para que dispender tanto tempo pensando, calculando, planejando… Se às vezes, ou na maioria delas, eu gasto um tempão planejando algo, e no fim não sai nada como eu tinha imaginado, eu tento dominar tudo, mas esqueço que nem tudo depende de mim, que existem coisas que não consigo controlar, o clima é uma delas, e que existem outras pessoas envolvidas, que tem suas vidas, seus hábitos, suas rotinas, e por muitas vezes, quando as coisas não correm como eu gostaria, acabo me frustrando, e isso gera raiva, angustia, decepção, revolta. Muitas vezes a frustração gerada de pois de algo que deu errado, me faz desistir de coisas que eu queria muito, que eu tinha sonhado, simplesmente, por não ter saído tudo exatamente da forma, na hora, e do jeito que eu queria, que eu almejava. A ansiedade é inimiga da paz interior, por mais que procuremos estar tranquilas, a ansiedade sempre nos faz, ficar nervosas com alguma coisa. Estamos sempre com uma pulginha, alguma coisa sempre atrapalhando, nunca estamos plenas. Frio na barriga é bom, mas tem que ter cuidado, se é só expectativa, os se já é algo que pode atrapalhar seus sonhos. Ser ansiosa é uma característica, mas podemos escolher se ela vai nos dominar, ou se vamos dominar ela, é um exercício, diário, mas necessário.

 

Bom mulherada, esse foi o recado de hoje, eu vou ler ele umas mil vezes! Até a próxima semana, como falei vou viajar, e no meu texto vou contar como foi! Beijos e até quinta!

 

2 Comentários
  1. Mariana Vanti Marques 2 meses atrás

    Pura verdade Dani! Descreve muito bem um pouquinho do que passa um ansioso, já que sou uma, posso afirmar. Beijo! Ótimo texto! 😊

  2. Nanda Fernandes 2 meses atrás

    É uma Blogueira mesmo, né? Dani… Como pode um texto ser melhor que o outro? Amo todos!

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2018 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account