De repente o barulho de notificação no meu celular. Desperto e leio o textão romântico que o marido escreveu pra mim no facebook, ainda emocionada com suas palavras abro o instagram  vejo que lá ele também postou uma foto nossa.

Levanto e caminho alegremente até a cozinha. Chegando lá uma mesa arrumada. Na minha xícara ele já deixou o café preparado, só pra eu pôr a água quente, porque ele sabe o quanto amo o café dele, e um sanduiche pronto na torradeira. E como não podia faltar, um bilhete carinhoso sobre a mesa.

Tomei café demoradamente e depois deitei no sofá da sala para mexer no celular. As crianças incrivelmente seguiram dormindo até aproximadamente 10h30 da manhã, o que deu um tempo para mim mesma. Tomei banho demorado, lavei cabelo, pintei as unhas.

As crianças acordaram de bom humor. Me abraçaram e fizeram carinho.

Não precisei mandar minha filha escovar os dentes e arrumar o quarto, ela fez espontaneamente, assim como o meu filho que pediu um iogurte (ao invés do “tetê” e foi ao vaso por vontade própria.

Depois de um almoço tranquilo na cada da mãe fui trabalhar. Lá os alunos organizados pelos pais formaram um corredor humano e iam aplaudindo todas mulheres que chegavam. Já na porta de entrada um aluno entregava uma flor, daquelas sinceras, colhidas na rua, no caminho para lá.

Depois do trabalho, volto para casa. Meu marido está lá me esperando, com uma rosa e um bombom que comprou durante o seu dia de trabalho, para me mostrar que está sempre pensando em mim. Claro, esqueci de dizer, durante o dia ele me mandou várias mensagens românticas.

 Deixamos as crianças com a mãe e fomos jantar fora. Quando voltamos as crianças já estavam dormindo e conseguimos um momento especial a sós…

De repente, latidos, muitos latidos na minha janela. E eu acordo! Tudo não passou de um sonho. São 8 horas da manhã do dia 8 de março. Os latidos acordam  bebê, que chora e grita por “tetê”. Minha filha acorda já gritando com o cachorro, mau humorada por ter acordado cedo.

Amamento o bebê. Olho no celular. Uma notificação o facebook. Meu marido me marcou numa imagem dia da mulher, junto com minha sogra e cunhada.

Levanto, já com as duas crianças acordadas junto comigo, e vou preparar o meu café (a mesa está vazia só para constar).

Coloco roupa na máquina, estendo roupa, lavo a louça do dia anterior, passo uma vassoura na casa, vou pagar contas, separo a briga das crianças, ouço a Lana cantar, paro tudo o que estou fazendo para amamentar, leio a bíblia, organizo o material para levar a tarde (para o trabalho).

Vou almoçar na mãe, e lá preciso mediar os conflitos da minha filha com a prima, pois as vezes parecem cão e gato.

Tomo um banho correndo porque o bebê (2 anos) está chorando de sono e quer mamar. Deito com ele para fazê-lo dormir. Me atraso. Vou ao trabalho correndo (e também para constar, lá não tinha corredor humano). Vejo minhas colegas, e nos abraçamos, nos parabenizamos e comemos um delicioso bombom.

Ao chegar em casa, o marido tinha chegado do trabalho mas tinha saído pra academia. Brinco um pouco com as crianças e logo ele chega. Brincamos todos juntos. Decidimos pegar um cachorro-quente para jantar.

A noite coloco minha filha na cama e oramos juntas. Agradeço a Deus por ter me feito MULHER  e dado o privilégio de ser MÃE. Agradeço pela minha família e filhos lindos.

Na minha cama deita meu marido, eu e nosso bebê (até dormir, depois vai para o berço). Amamento-o deitada. Meu marido me abraça de conchinha e faz cafuné enquanto tento fazer o bebê dormir. Ele está sem sono e não larga o peito. Dorme meu marido, dorme eu… e quando acordei as 3 da manhã vi que o bebê já estava dormindo também.

Assim foi meu dia da MULHER. Real como o da maioria das MULHERES. Nem pior e nem melhor. Cada mulher é única e tem um estilo de vida. Desconfio que li muitas histórias, e que raríssimas mulheres vivem o eu descrevi no sonho.

Se eu gostaria que aquele sonho fosse real? Claro! Mas aprendi a valorizar o que tenho. A amar a vida como ela se apresentar. Sabe aquela frase: “Não tenho tudo que amo, mas amo tudo que tenho”. Amo ser MULHER, ESPOSA, MÃE, PROFISSIONAL… AMO A VIDA. Agradeço a Deus por tudo que ele me permitir viver.

Feliz dia da mulher!

Por que todos os dias são nossos!

2 Comentários
  1. Camila Freitas 1 mês atrás

    Só pra constar, eu ameii! Amei porque tu descreveu uma vida corrida e até bagunçada, mas transmitiu em cada linha o quanto ama tudo isso, e o final não sobre ter um dia perfeito, é sobre amar a imperfeição de cada dia! Parabéns pelo texto. Beijão!

  2. Nanda Fernandes 1 mês atrás

    Que texto, Ana… quando soubermos valorizar o real, perceberemos o encanto que ele tem…

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2018 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account