No dia que eu descobri que estava grávida, eu chorei Muito! Foi o choro mais lindo que já havia chorado, não tenho como explicá-lo. Estávamos há quase 5 meses tentando, e nada. Eu já tinha desistido, até que… Enjoos esquisitos, menstruação atrasada, mal estar diferente e um sono descomunal, e eu: “Gente, só posso estar grávida”. E para nossa surpresa e 4 testes de gravidez depois, boom!! Gravidíssimos.
Gravidez não vem com manual, não vem com passo a passo, muito menos com tranquilidade, não tem nada de tranquilo na gravidez, NA-DA! Você vira uma bola gigante de emoções e sensações. Ninguém te explica, apenas diz que: “ah, normal!”. Cara, não tem nada normal numa gravidez, natural sim, mas normal?!
 A gente fica inchada, chata, nosso corpo sofre uma transformação intensa e ainda temos que segurar firme no psicológico, senão, surta. Grávidas muitas vezes são paranóicas (carrega uma criança 9 meses na barriga primeiro, e me julguem depois). Ouvir que tudo é normal, é como se você perdesse totalmente o direito de reclamar. Durante minha gravidez eu pouco usei o meu “direito de estar grávida”, exceto quando era pra entrar na fila de comida (a grávida que nunca fez isso, pode atirar a primeira pedra!! Kkkkk). Você pode até achar que sabe alguma coisa, ouve conselhos, lê artigos na internet, baixa aplicativos que “advinham”o que você está sentindo, traduzem o idioma gestacional e externam teus pensamentos, que muitas vezes veem carregados de muuuuitas dúvidas (obrigada BabyCenter). Durante a gravidez você aprende que cada segundo é importante, cada momento com a barriga é muito importante. Durante a gravidez você aprende a amar alguém que ainda não conhece, nesses 9 meses você aprende o que é ser leoa. A cria nem nasceu, e você já sabe que enfrentar o mundo por ela vai ser fácil, porque ser mãe é ganhar super poderes também, e quero ver alguém enfrentar uma grávida, pior ainda, quero ver alguém enfrentar uma mamãe, só uma mamãe enfrenta outra.
Quando Ana Luísa nasceu, eu renasci, como mãe. Eu só sabia ser a grávida, não sabia ser a mãe, ainda não sei, é assustador, mas tudo se vai quando ela sorri pra mim ou me chama de mamamãe (na verdade ela está pedindo comida, não de fato chamando mamãe, mas eu prefiro acredito que é mamãe hehehehe). Com certeza me tornei muito melhor na versão mãe, sem medo de errar, apenas uma enorme vontade de mostrar a ela quem eu me tornei depois que ela entrou na minha vida. Ela trouxe significado à tudo e em tudo , e por causa disso, ser alguém legal, é o mínimo que eu posso ser pra ela. A maternidade me trouxe maturidade, e continuo assim, crescendo e amadurecendo. E todos os dias eu agradeço por ser mãe.

Siga-nos:

Instagram @alanafbr

facebook: Alana B Reis

Youtube: Nana Falante

#nanafalante #breisfamily

2 Comentários
  1. Adorei Alana!!! É assim mesmo, é o momento mais lindo e louco ao mesmo tempo!! Bjo pra vc e a fofa da Analu 😘😘

  2. Camila Freitas 2 meses atrás

    Adorei Alana, eu ainda não sei como é, mas confesso que estou louca pra descobrir!

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2018 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account