Nas nossas vidas o tempo todo vai ter alguém querendo sugerir algo, uma solução, uma sugestão, sempre vai ter alguém com uma fórmula mágica para resolver os nossos problemas, ou conduzirmos melhor as nossas vidas. Como sempre me diz minha psicóloga, ‘as pessoas só fazem com a gente o que permitimos’, e sem querer, acabamos por abrir brechas para que as pessoas certas vezes acabem por agir de forma até um tanto quanto invasiva na nossas questões, muitas vezes, tão pessoais. E minha mãe ainda complementa, ‘resolver o problema dos outros é muito mais fácil’. As pessoas desconhecem a situação completa, e saem julgando, e se tornando experts em assuntos, que muitas vezes nem dominam. Tudo isso acontece o tempo todo, sobre tudo nas nossas vidas. Mas parece que quando a maioria das pessoas enxergam uma grávida, ou uma mãe, elas sentem uma necessidade fora do comum de ‘meter o bedelho’, principalmente quando estamos falando de mães de primeira viagem. Eu sempre fui muito chata, intolerante mesmo, com os palpiteiros de plantão, me incomodo, e inventei de ser blogueira, e abrir minha vida nos meus textos, ou seja, são muitos palpites, e muitas reviradas de olhos.

Siiim, eu estou grávida, sim, eu sou mãe de primeira viagem, e tenho escutado muitos palpites. Existe aquele, que é uma dica, uma sugestão, de leve, numa boa, mas existem pessoas, que, olha, sem exagero, tem requintes de crueldade, na hora de expor sua opinião, de julgar, massacram com seus discursos, cheios de razão, e quase sempre fora do contexto. Eu posso ser mãe de primeira viagem, posso ser inexperiente, mas eu não sou desinformada, e muito menos irresponsável. Minha gestação está tendo todo o pré-natal, antes mesmo da concepção, tem acompanhamento regular de uma médica, e uma médica muito competente por sinal. Apesar de meu psicológico ter dado uma ‘bugada’, afinal de contas, é uma sobrecarga hormonal fora do comum, são muitas mudanças, a minha saúde física, está perfeita, todas as taxas, todos os exames, ótimos, minha gravidez, está muito saudável, minha filha se desenvolve muito bem, não existe nenhum tipo de risco na minha gestação, ela está normal, dentro do esperado. E como tudo está indo tão bem, eu mantive minha rotina de atividades físicas, já que faço a muitos anos, e sempre fiz muitas coisas, e com uma quantidade, e intensidade relativamente acima da média. E aquela máxima, eu estou grávida, e não doente. Por saber que a prática de atividades físicas é extremamente indicada, e muito benéfica na gestação, e por gostar muito, e sentir falta quando não faço. Enfim, minha médica autorizou, e recomenda a continuidade, eu tenho acompanhamento de excelentes profissionais de educação física, não sinto nenhum mal estar, muito pelo contrário, tenho um imenso prazer, mas mesmo assim, algumas pessoas, desinformadas, criticam, e me acusaram de me preocupar mais com meu corpo, do que com minha filha, foram ataques tão inesperados, e tão agressivos, que fiquei sem reação, e muito magoada.

Eu me preparei para a minha gestação mais do que a maioria da mulheres que eu conheço. Primeiro eu fiz um plano de saúde, esperei vencer a carência, fiz todos os exames necessários, me certifiquei que estava apta para ter uma gestação tranquila, para depois, parar com a pílula. Durante os dez meses que demoraram para eu engravidar, sempre com acompanhamento médico. Emagreci vinte quilos antes de engravidar, deixando o meu corpo, o mais saudável possível, para receber essa gestação. Engravidei em uma idade ótima, primeira gestação, ou seja, nada que pudesse fazer com que minha gestação fosse considerada de risco. Quando descobri que estou grávida, já marquei uma consulta com a minha médica, fiz imediatamente todos os exames que ela pediu. Em todas as ecografias que fiz até agora, tudo dentro da maior normalidade. Ou seja, minha gestação é saudável, desejada, e muito monitorada, tenho acesso a todos os recursos necessários para que minha filha se desenvolva, e nasça com tudo o que precisamos. Eu amo muito minha bebê, faço tudo o que está ao meu alcance para que se desenvolva bem, tomo os complementos recomendados, me alimento bem, até de mais, tomo muita água, espero ansiosamente cada consulta, cada eco, para saber do seu desenvolvimento, se está tudo dentro do esperado. Mas mesmo assim, algumas pessoas, que não sabem de nada disso, tem que julgar, e serem cruéis.

Tudo o que tenho feito tem acompanhamento profissional, nada é feito de forma irresponsável. Minha médica é excelente, alguém que estudou muito para prestar os atendimentos que presta, que lida diariamente com gestantes, já pôs muitos bebês nesse mundo, e sabe muito bem o que está fazendo. Uma profissional atenciosa, que tem um carinho enorme por todas as suas pacientes, incansável, dentro e fora do consultório, que responde minhas dúvidas mais bobas, via WhatsApp, numa sexta à noite, quando provavelmente ela deveria estar descansando. Descomplicada, disponível, atenciosa, e muito bem informada, sempre me disse que a prática de atividades é extremamente benéfica, que tudo é permitido, até que exista algum desconforto, e que até o desconforto, não significa que devemos parar, apenas adaptar. Ainda temos um longo caminho até a Luci nascer, mas já sou muito grata por tudo o que tem feito por nós, um grande beijo para Dr. Karinna Filipe, de coração. Minha rotina de atividades físicas tem acompanhamento de uma personal trainer, que é formada em educação física, já fez vários cursos, e sabe muito bem os exercícios que posso ou não executar, tenho um atendimento personalizado, com um treino novo montado a cada aula, sempre pensando nas minha necessidades e limitações, e mesmo sendo previamente estudado, com o lembrete, ‘qualquer desconforto me avisa’, e já aconteceram, e os exercícios modificados, adaptados. Nada é de forma inconsciente e automática. A Cíntia já fazia meu acompanhamento antes de eu engravidar, e sabia que eu queria, preparou meu corpo para esse momento, se preparou para me atender nessa fase, e está sendo impecável, até nos meus dias de ranço. Muito obrigada Cíntia, beijão.

É preciso muita cautela quando se for palpitar sobre a vida de qualquer pessoa, ainda mais quando se for criticar, muitas vezes não sabemos o contexto, muitas vezes acabamos por falar coisas que podem machucar, e não adianta complementar com a clássica frase, ‘estou falando para o seu bem’, que muitas vezes o que é falado, e da maneira que é falado, não faz bem nenhum, muito pelo contrário, faz muito mal, e pode até piorar a situação, tenho certeza que doeu, incomodou, e me fez muito mais mal, as coisas que eu ouvi, do que qualquer movimento que eu tenho feito na prática de atividades físicas. Todas as gravidas, e mães, infelizmente já passaram, ou vão passar por situações assim. Ninguém está presente quando tu tem um mal estar, mas tem uma máquina de roupas para estender, ninguém se oferece para passar a vassoura na tua casa, mas te dizem que tu não pode varrer. Quando o bebê chora na madrugada, tu só pode contar com teu marido, algumas mulheres nem com eles, mas todo mundo sabe a melhor forma que tu deveria amamentar. A vida de cada um é pessoal, e ninguém tem o direito de te dizer o que fazer, cada contexto é único. Quando tu ver uma grávida, ou uma mãe, e ficar louca para dizer o que fazer, primeiro espere, ela perguntou? Pediu ajuda? Se não, pense, e se fosse comigo, eu ia gostar? Estou realmente por dentro de tudo o que está acontecendo?

Texto de desabafo, sei que eu deveria não me importar, não devo satisfações para ninguém, estou tentando relativizar, mas como tudo na gestação fica potencializado, está difícil lidar, e como a escrita é minha forma de descarregar, a magoa, virou texto. E para também para que outras grávidas, saibam que não precisamos ficar em casa, esperando os nove meses passarem, podemos sim tem uma gravidez saudável, e ativa. Um grande beijo, e até o próximo.

1 Comentário
  1. Camila Freitas 2 semanas atrás

    Que textão Dani, parabeéns!

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2019 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account