Hoje estava junto com um grupo de amigos do trabalho, celebrando uma nova etapa na vida de um desses colegas.

Surgiram conversas de vários assuntos e até uma mini entrevista com todos, daquelas do tipo pingue-pongue, ou seja, um pergunta e o outro responde o que vier primeiro à mente, sem racionalizar muito. Adorei!

Na minha vez, para este pergunta específica, respondi: – alimentação saudável e que faz sentido.

– Mas qual era a pergunta, Dani?

“O que você aprendeu de novo nesta última semana?” – essa era a pergunta em questão.

O que me chamou atenção nisso, na verdade, não foi a minha resposta, só coloquei ela aqui pra não deixar ninguém morrendo de curiosidade.

Foi a resposta do meu colega: – Levar a vida leve!

Nossa! Isso é um grande aprendizado, pra vida toda. Nem sei que pra ele representou isso na sua semana, pois não era pra explicar as respostas, só dizer.

No entanto, não importava não saber, pois pensei que eu poderia dar sentido a essas palavras.

Levar a vida leve, pra mim, é entender que tudo está certo do jeito que está, com as pessoas que estão ao meu redor, fazendo o que faço. E isso tudo é muito bom. Traz paz, gratidão, felicidade.

Isso não quer dizer que dá pra ficar acomodada com uma situação confortável. De forma alguma. Até porque só acredito em crescimento pessoal com desenvolvimento contínuo, busca constante pelo que há de novo, enfrentar desafios e estar sempre me superando.

Levar a vida leve é entender que ficar remoendo pensamentos ruins não leva a nada. Aliás, pode levar a doenças sérias e até à morte, em casos mais drásticos. Estresse libera cortisol e causa infelicidade, insatisfação com tudo.

Levar a vida leve é ter resiliência para se levantar, quando algo não sai como o esperado, quando dá errado, quando falha, porque fica a experiência, o aprendizado de como não fazer.

Levar a vida leve é como ser um bambu, que tem a capacidade de se dobrar com o vento forte, nas grandes tempestades e depois, quando o sol volta a brilhar, fica ereto de novo, balançando ao cruzar da brisa, lindo e forte, imponente até.

Levar a vida leve é saber que, por mais planos que você faça, algo sempre vai sair do script, fugir do combinado. E está tudo bem, porque a vida é a vida. É dinâmica, tem movimento. E mesmo assim, é saber da importância de continuar planejando os próximos passos, pois sem isso, seu rumo fica a esmo e pode não levar a lugar nenhum.

Levar a vida leve é levar a vida leve. Ter leveza. Clareza. Certeza. Riqueza, de corpo e alma.

Alma, aliás, que foi outra palavra que este amigo usou para dizer que o representa. Eu concordo. Uma grande alma ele é.

Enfim, encho o peito pra dizer que EU LEVO A MINHA VIDA LEVE. Talvez, por isso, eu seja e me sinta tão feliz.

Por Dani Limberger

 

2 Comentários
  1. Camila Freitas 6 dias atrás

    Que texto hein Dani!
    Amei, que a gente sempre encontre uma maneira de levar a vida leve. 😉

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2018 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account