Há cinco anos descobri que era uma mãe Fortaleza. Para os outros. O meu mundo, de iniciante na maternidade, se tornava agora iniciante no mundo desconhecido do Autismo. Virei “mãe especial”, “mãe azul”. Nunca quis estes rótulos, assim como nunca quis o rótulo do filho diferente para meu filho, até descobrir que era inevitável.

 

Assim como é inevitável a postura de mãe Fortaleza. É preciso segurar a onda, manter a vida nos eixos (pelo menos tentar) e seguir em frente. Não se tem escolha! Aí você vira uma mãe forte? Não! Você também não tem escolha, e tem que ser forte, por mais que em algum um dia a Fortaleza talvez se desfaça.

 Foi aí que decidi escrever.

Só pode fazer bem escrever sobre a nossa história, mesmo que expondo nossas vidas. Já não é mais tão fácil ser uma família normal aos olhos dos desconhecidos. Os amigos que mais convivem já sabem. A família já sabe. Os que convivem menos, desconfiam. E eu estou contando a nossa história aos quatro ventos.

Quando vem uma amiga contar que a vida dela no trabalho está muito chata, eu conto a minha história. Vem um amigo de longa data contar que mais um namoro acabou, e que ele está no fundo do poço, conto a minha história. Conheço uma mãe novata no mundo azul, conto a minha história. Se estou ajudando? Não sei, mas está me fazendo bem pelo menos tentar ajudar. Vai que … né?

Mãe azul?

Esta é uma das descrições dadas para mães de Autistas. Mãe especial, com grande carga emocional, muitos quilômetros na bagagem (normalmente são muitas seções de terapia por semana + atividades normais como escola e natação). Uma mãe multifunções, como todas as mães … Mas somando ao mãetorista temos o mãeterapeuta com muita paciência, mãeintérprete com várias dicas sempre na manga… (além das básicas de como cozinheira, faxineira, professora, enfermeira, personal organizer …)

Mas preciso falar que antes a minha cor preferida era o azul. Já não é mais. O uniforme do meu time é azul, mas já não uso azul pelo time. E que não gosto de ser classificada como mãe azul, mãe especial ou mãe escolhida por sabe lá quem.

 A autora 

Tassiane, Relações Públicas, Especialista em Marketing e Mestre em Ciência da Informação. Diplomas guardados e 18 anos de experiência profissional. Faladeira, metida no Marketing Digital, com conteúdo e relacionamento. E mãe de um autista moderado, aqui falando sobre o meu mundo no Autismo e a maternidade “diferente e trabalhosa em grau elevado”.

2 Comentários
  1. Clarissa Soares 5 meses atrás

    Amei o texto amiga. Você realmente é uma mãe fortaleza! ❤️

  2. Jéssica Vargas 5 meses atrás

    Bem-vinda ao Blog, Tassiane! Bom ler teu texto e conhecer um pouco da tia história com teu filho! Que Deus continue te capacitando todos os dias para ser a mãe que tu precisa ser, cada uma de nós tem suas batalhas e Deus nos renova e dá força pra prosseguir! Bjos para vc e seu filho.

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

cinco × três =

©2020 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account

1 × 4 =