Seu filho não te obedece mais? Você está afastada do seu filho e não sabe como agir? Seu filho está revoltado? Você pensa ser uma péssima mãe?

Como terapeuta, consteladora familiar e mãe de adolescente, tenho observado dia a dia os relacionamentos familiares entre pais e filhos se degradarem.

Com as mudanças constantes da nossa sociedade e um turbilhão de informações colocados a nossa disposição todos os dias, nos tornamos cada vez mais inseguras na educação de nossos filhos, nos levando muitas vezes a tomar decisões erradas que podem trazer séria consequências para a educação de nossos filhos. Mas afinal de contas o que podemos fazer para transformar nossos filhos em pessoas maduras e felizes?

Atualmente o desiquilíbrio tomou conta nas relações de pais e filhos e com muita frequência tenho atendimento em meu espaço pais que abrem mão de suas próprias vontades para beneficiar seus filhos, achando que estão fazendo o melhor pra eles. Esse é o famoso “amor que adoece” e a receita perfeita para criar filhos fracos e frustrados.

Quando você papai e mamãe dão a vida para um filho, mesmo que ele passasse todo o restante da vida tentando pagar a vocês ele jamais conseguiria pagar, tamanho é a preciosidade do dom da vida. Ainda assim a maioria dos pais continuam dando o possível e impossível para seus filhos, acreditando que estão fazendo o melhor por eles.

Quando os pais começam dar muito aos filhos sem que haja retribuição da parte deles, de forma inconsciente, os filhos começam a ficar devedores para com seus pais e os pais começam a ficar credores de seus filhos. Como consequência os filhos começam a ficar revoltados, “pesados” pois carregam muita culpa por não poder pagar a divida que adquiriram com seus pais, chegando a alguns extremos a buscar uma válvula de escape, que pode ir muito além da irritação, do nervosismo, da falta de respeito. Na busca constante por pagar essa divida adquirida de forma inconsciente eles começam a arrumar uma maneira de se punir, buscando por caminhos muitas vezes sem voltas como as drogas, o álcool, delitos, prostituição, dentro muitas outras formas de punição. Sem entender o que está acontecendo e tentando desesperadamente ajudar seus filhos, os pais começam a dar ainda mais do que vinham dando, afastando-se ainda mais de seus filhos e chegando a um estado critico.

Nesses casos a melhor solução é recuar! Deixar seus filhos realizarem suas próprias conquistas, delegar tarefas para eles, encorajá-lo a buscar seu próprio sustento, pagar por seus estudos e despesas, mas principalmente, pare de julgá-los e criticá-los, aceitando ele exatamente como eles são. Não se prive de fazer nada por causa deles. Faça aquele passeio, aquela viagem, faça por você o que você rotineiramente faria por ele.

Liberte-se totalmente de todos os medos que você tem em relação a eles, deixando eles saber que você confia nesse e nas suas decisões.

Desta forma ele vai sentir que está pagando a divida que tem com você (de forma inconsciente) e o equilíbrio nessa relação começa a ser restabelecido.

Esse assunto é complexo e envolve muitos outros fatores. Por isso continue comigo porque breve vou falar sobre temas relacionados.

@sonia.gambetta

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

©2021 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account

três × 1 =