Pais, filhos e o Universo da Tecnologia – BLOG DE TODAS

Nas orientações que tenho realizado com pais, o que mais ouço é a grande culpa que muitos sentem por não conseguirem dar a atenção que seus filhos merecem. 

Claro, estamos no Japão, aqui trabalha-se numa carga horária exaustiva, muitas vezes, chegando a rotina de 12 horas/dia, de segunda à sábado, ou esquema de turnos alternados, ora período integral, ora noturno. Se pararmos para pensar, é um esgotamento emocional e também físico intensos, pensando também no papel da mulher, ao chegar em casa, ainda tem que fazer janta, cuidar da casa, quando vê a hora já passou, os filhos precisam dormir ou já estão dormindo e ela continua na organização da rotina para o dia seguinte, com alimentação para o filho levar para a escola, seu próprio alimento para o trabalho, enfim, sua segunda jornada é cuidar da sua casa, salvo àquelas que tem o apoio e a divisão de tarefas com o marido, 

mas como eu disse no início, da rotina exaustiva, muitas vezes a carga horária da mulher se encerrou e a do marido ainda não e ele chega depois dela, com isso, ela se depara fazendo essas atividades rotineiras de modo automático, já é tudo regrado. Muitas retomam à realidade, porque ou o filho sinalizou isso, pedindo por atenção dos pais, ou ele está apresentando qualquer comportamento inadequado, que a raiz esta no famoso “obter atenção”. 

O que mais tem sido habitual, durante toda essa rotina árdua nas tarefas domésticas, é deixar o filho conectado no mundo virtual, ora com jogos, ora com games online, vídeos, youtube, etc. 

 A culpa maior recai quando a mãe reconhece que faz isso para poder conseguir concluir seus afazeres sem ser interrompida, isso pensando nas crianças de 3 a 8 anos.

* Ressalto aqui, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, que a recomendação para uso não exceda à uma hora/dia para idades entre 2 e 5 anos, com supervisão de adulto; de 6 a 10 anos, 01 hora diária, permitindo o uso em locais aos quais os pais tenham acesso; a partir de 10 anos, até 2 horas/dia, estabelecendo o uso a partir de diálogo e em todas as idades, não usar telas por pelos menos 1 hora antes de dormir, não usar celular durante as alimentações, orientar sobre o risco de conversar com desconhecidos, ensinar a não compartilhar fotos e informações pessoais e promover uma educação digital à criança. 

Na adolescência, por já ficarem mais “independentes” de seus pais, ir à escola sozinhos, voltar e em alguns momentos ficar sozinho em casa, o uso tecnológico serve para preencher esse tempo, mas muitas vezes ele também é estendido há varias outras horas, especialmente quando envolve jogos online.

E há também a posição dos pais, que ao sentarem para jantar, cada um segura seu celular e não há dialogo entre si. 

O desespero aparece quando o filho começa a apresentar irritabilidade por ter uma qualidade de sono insatisfatória, por exemplo, devido ao não controle dos pais por deixar dormir em horários irregulares, para fazer uso de game, baixo rendimento escolar e ausência de dialogo familiar.

Alguns pais e filhos tem se tornado verdadeiros estranhos dentro de sua própria casa. 

E a pergunta que fazem é: mas o que eu vou fazer? Só tenho tempo no final de semana. Estou cansado, tenho sempre pendências para resolver, ir ao supermercado, etc.

Ser pai e mae é se reinventar sempre!!!

Tive há pouco tempo contato com duas famílias diferentes. A primeira, os pais trabalham, mas a carga horária da mãe é um pouco menor o que facilita um maior cuidado e atenção com os filhos, mas ainda assim, para a mãe, insuficiente. Na casa deles não tem videogame, o filho mais velho não sabe o que é jogar game e por não ter contato, também não demonstra interesse, em contrapartida, os pais, brincam juntos de todas as nossas brincadeiras de infância, que está cada vez mais distante da realidade das crianças de hoje. Eles jogam futebol, levam para pescar, usam a imaginação, acampam, caçam kabutomushi (inseto), correm no parque, andam de bicicleta, sessão culinária, sessão pipoca, tudo que fazíamos quando éramos crianças, eles proporcionam aos seus filhos, hoje! 

A outra família, no caso, a mãe, que conheci recentemente, devido a correria de seu dia, sobra pouco tempo com sua filha, e como ela só sai para fazer algo aos finais de semana, durante os outros dias ela faz o que sua filha gosta: chama para ajudar na alimentação, insere sua filha na atividade culinária, que proporciona um maior contato entre mãe e filha e ainda visa uma série de benefícios nesta atividade, além do principal: a troca de afeto e atenção.

 As crianças estão cada vez mais carentes de atenção e os pais cada vez mais culpados e desanimados.

Não adianta suprir essa culpa com mais presentes. O filho quer presença e isso vocês podem e devem proporcionar!!! 

(Re)organize sua rotina, tente participar mais da vida de seu filho, limite o uso de aparelhos tecnológicos. Veja bem, não entendo por necessidade da proibição, pois a tecnologia faz parte da vida de todos, mas pode ser colocado limites e não só para a criança, e sim para toda a família. Deixo a sugestão de criar a caixinha de depósito e assim que chegarem em casa, colocar os aparelhos, pensar em limite para o uso de celular e tablet. Fale ao vivo, perguntem sobre seu dia, conversem, se ajudem!!! 

São tantas opções simples, de serem realizadas, que estão se perdendo pelo domínio da tecnologia. Tire um dia de lazer, proporcione isso não só à família, mas especialmente a você e são momentos que não precisam envolver gastos financeiros. Cada bairro tem um parque. Se não puder, seja criativo dentro de casa. Busque por atividades que possam ser feitas com toda a família, como por exemplo, o jogo do Stop, amarelinha, esconde esconde, pega pega, futebol, boneca, casinha, quebra cabeça, lego, desenhos para colorir, entre e permita-se entrar no universo criativo de seu filho. 

Tenho certeza que vocês irão se surpreender e seus filhos serão gratos por ter a presença dos pais!!!

* Dados: Sociedade Brasileira de Pediatria

 

Um abraço e até a próxima

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2018 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account