“E minha mãe novamente mistura o feijão preto com o macarrão ao molho…” pensava eu contrariada em uma atitude imatura – e vergonhosa – como várias outras nos meus 16 anos. 

… Mal sabia eu o que estava a me esperar. 

 

Para que vocês entendam como tudo começou, 

Os tempos não eram de vacas muito gordas e eu, em uma breve tentativa aborrecente de sumir fiquei mesmo muito feliz ao receber a proposta de meu irmão, ja morando na Inglaterra por 2 anos, a passar uma temporada de seis meses para estudos na cidade de Brighton quando terminasse o ensino médio. Eu não fazia idéia.. simplesmente não fazia idéia. Não sabia o que iria passar, como iria ser, o que iria sentir, mal sabia onde era a Inglaterra… quão era minha ignorância e imaturidade. 

 

Desafio aceito me aventurei pelos seis meses, que passariam a ser dois anos, que passariam a ser uma vida… genuinamente a independência imediata que isso proporcionou me fez querer não voltar mais, não que eu não pudesse ter isso algum dia no Brasil, mas o imediato, o instantâneo, me enfeitiçou. Facilidade… essa palavra pelos três primeiros anos não saíam da minha cabeça. Não me entenda mal, nada foi realmente muito fácil, muita ralação em trabalho, muito perrengue com a língua (mas isso é assunto em leque para posts futuros) mas sim a simplicidade e facilidade de auto conhecimento, de encontrar um lugar no mundo. Sim, não muito tempo depois daquele aniversário de 18 anos eu me encontrei.. e me encontrei em outro país, de onde eu decidiria nunca mais sair. 

 

Mas a simplicidade mencionada acima veio com uma força tão súbita e tão tão grande que com a maturidade hoje eu vejo que cada abraço que eu deixei de dar por 18 anos em quem eu amo por muito tempo doeu no peito, o simples brilho do SOL… ahhh o Solll (esse muito raro se comparado a o que um dia eu tive) hoje tem um valor imensurável na minha vida. Hoje, quando com frequência visito, nunca mais deixo de expressar o que eu sinto, de abraçar por longo tempo, nunca durmo sem mandar uma mensagem dizendo o quanto amo… e o feijão, hoje raramente encontrado onde vivo, tem o sabor mais delicioso do universo quando misturado com macarrão ao molho. 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

©2018 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account