Sinto muito ter que te falar, ou melhor, escrever, mas algumas verdades precisam ser ditas, ou pelo menos escritas.

Não adianta pular as sete ondinhas, fazer oferenda pra Iemanjá (com todo o respeito a rainha das águas), comer carne de porco ou lentilha, se você vai virar o ano e continuar sendo exatamente a mesma pessoa.

Não tem nada de errado você continuar o mesmo desde que não espere nada diferente, acontece que a gente sempre espera que naquele minutinho entre o ano velho e o ano novo tudo pode ser diferente.

Começamos com a ideia de emagrecer, quando o relógio marcar a meia noite, seremos pessoas mais saudáveis, mas já começamos fracassando porque no dia primeiro a comilança é em dobro.

Vamos estudar todos os dias pra passar naquele tão sonhado concurso, mas já começamos janeiro entrando em férias e lá vem outro pequeno fracasso.

Já é fevereiro e nada mudou, agora o ano novo nem é tão novo assim e os planos voltam pra gaveta, ficam lá a espera do momento perfeito.

Aquele momento sabe? Que vai estar sobrando grana, que vai ter mais tempo livre e que você vai estar pronta para mudar de vida.

Perfeito seria se o momento perfeito existisse, mas no mundo real não é bem assim que funciona.

Então quem sabe a gente torna esse momento perfeito? Esse mesmo, o agora. Não espere até a meia noite do dia 31, mas se esperar pra pular as sete ondinhas que seja pelos motivos certos, e não os que você vai esquecer assim que janeiro acabar.

Vai lá, tá na hora de tirar os planos da gaveta!

Camila Freitas

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

©2021 BLOG DE TODAS desenvolvido com muito amor.

FALE CONOSCO

Nos envie seu um e-mail e nós retornaremos para você, o mais rápido possível.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account

7 + seis =